Vereadores e Prefeito discutem projeto de concessão e cobram mais eficiência da SANEAGO em Cocalzinho de Goiás.

No último dia 06/09/2017 vereadores, Prefeito e Assessoria, reuniram-se com os superintendentes da SANEAGO, Marcus Vinicius Batista e o Sr. Rogério, na Câmara Municipal, para debaterem o projeto de Lei 006/2017 que autoriza o Poder Executivo Municipal a estabelecer com o Governo do Estado de Goiás, Gestão Associada para a prestação, planejamento, regulação e fiscalização dos serviços de saneamento básico, integrado pelas infraestruturas, instalações operacionais e serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, no Município de Cocalzinho de Goiás, e dá outras providências.

A reunião ocorreu durante toda a manhã de quarta-feira (06/09) na Câmara Municipal, com a presença do prefeito Alair Ribeiro, do presidente da Câmara Gilmar José de Meneses, dos vereadores, Alessandro, Clarindo, Robson, Sirley, Cláudia, Edimar, Galego, Elson e Willian, do procurador jurídico Ulisses Miguel, do advogado da Câmara Dr. Raimundo Alves, do diretor da Câmara Adalberto Amaral, do chefe de gabinete Inácio Ferreira e os representantes da SANEAGO.

Por unanimidade as autoridades municipais cobraram mais eficiência nos serviços prestados à população de Cocalzinho, relatando uma série de problemas ocorridos, como falta constante de água em diversos setores, falta  de um plano de prevenção e continuidade dos serviços, demora na recuperação do asfalto nas vias urbanas, falta de comunicação com a sociedade, mais investimentos, entre outros.

“A SANEAGO está muito longe daquilo que imaginávamos, os contratos não estão sendo cumpridos e somos nós, vereadores e prefeito, que levamos a culpa e recebemos a cobrança direta da população”, indagou o presidente da Câmara.

Na ocasião, foi cobrado e questionado aos superintendentes o tempo do contrato, que se aprovado será de 30 anos, a tarifação no Distrito de Girassol, a qualidade da água e os investimentos necessários para atender o setor Jurubeba em Girassol.

“ O investimento que a SANEAGO fez no município nos últimos anos foi menor do que os empresários de loteamento fizeram, vocês terão de cumprir todas as exigências que estarão no contrato, caso contrário iremos para uma briga judicial e vamos retomar o serviço”, frisou o prefeito.

Diante das cobranças realizadas pelas autoridades, os representantes da concessionária se comprometeram em no prazo de 30 dias apresentar um plano de ação para os próximos 4 anos em Cocalzinho de Goiás, para que o assunto da renovação da concessão possa avançar.

saneagoverso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *